Como vender para o governo?  Descubra agora e faça bons negócios

Você tem uma empresa de médio ou pequeno porte e deseja saber como vender para o governo o seu produto ou serviço?

Saiba que essa não é uma missão difícil e você precisa estar atento às chamadas estaduais e municipais para participar.

No portal do órgão governamental, você irá encontrar todas as informações necessárias para concorrer à licitação .

Inclusive, visto que o Setor Público é uma excelente oportunidade para as empresas que estão preparadas para disputar as licitações.

Assim, muitos participantes das licitações apresentam a melhor proposta comercial, e os candidatos são aprovados pelas próprias instituições públicas.

Entretanto, a análise da documentação é bastante apreciada pelo órgão que busca parceiros de negociação por aquele período estabelecido.

Então, para que tudo ocorra na mais perfeita ordem para você ou para a sua empresa, realize também essa avaliação criteriosa sobre como vender para o governo.

Como vender para o governo?

Uma coisa importante a lembrar é que certas oportunidades governamentais exigem desempenho notório do seu produto ou serviço.

Sendo assim, dentro da licitação, é onde você tem espaço para provar que possui o que é preciso para realizar o trabalho.

Obviamente, trabalhar com órgãos governamentais locais é muito mais fácil do que ganhar um contrato federal para o seu primeiro negócio.

Além disso, as licitações avaliam critérios específicos de cada oferta, inclusive, o valor que está mais abaixo do proposto. E claro, cada concorrente coloca o seu.

Saber como vender para o governo é uma vontade de muitas empresas. Certamente, você verá um bom número delas e pessoas físicas tentando fechar o negócio.

Por isso, a primeira coisa que você precisa fazer é um cadastro e inserir todas as informações solicitadas, bem como a documentação.

Quem pode vender para o governo?

Como vender para o governo você descobriu até aqui, mas sabe se você ou a sua empresa estão aptos para participar de uma licitação?

Na prática, qualquer empresa ou pessoa pode vender para o governo estando devidamente regularizada.

Para concorrer, é preciso que a empresa tenha todos os documentos legais exigidos e esteja apta para participar de uma licitação.

Porém, existem algumas exceções que não podem vender para o governo por questões contextuais.

Veja as vantagens de vender para o governo

Quando você decide se aprofundar mais sobre licitações e entender como vender para o governo, você, sem dúvidas, dá um salto no seu negócio.

Isso porque, ter um serviço prestado para o governo, ou vender o seu produto para ele, garante um cliente que acrescentará em seu currículo.

O processo de venda é fácil

Saiba como vender para o governo e que isso não é difícil como parece.

Ao passar pelo processo de praxe, vender para o governo vai tomar menos tempo e recursos do que vender para clientes habituais.

Dessa forma, quando cogitamos vender para o governo as coisas são bem mais fáceis, não é preciso nem se preocupar em ter um marketing em ação.

O provedor da licitação não está interessado em bater na porta de sua empresa e ver o tamanho dela e de sua produção.

Sendo assim, o órgão público vai deixar bem claras as suas exigências. Assim como as expectativas de preço e critérios de seleção para o público desde o início.

O governo é um bom pagador

Devido à obrigatoriedade de responsabilidade sobre a Lei de Responsabilidade Fiscal, o governo é sim um bom pagador.

Sendo que a maioria das licitações são remuneradas em até 30 dias após a entrega do produto ou serviço.

Portanto, saiba que a chance de tomar um calote do governo é bastante remota e você pode participar das licitações sem “pulgas atrás da orelha”.

Nas linhas gerais, saber como vender para o governo vai facilitar na hora do preenchimento dos dados requisitados pelo órgão público.

O processo é transparente e qualquer um consegue participar 

Todas as informações são disponibilizadas de forma igual aos “concorrentes” que desejam a oportunidade.

Entretanto, a empresa ou pessoa precisam estar com a documentação em ordem para poder participar dos processos licitatórios e vender para o governo.

E por ser algo público, se você não ganhar, poderá saber as razões exatas da licitação ter ido para outra empresa.

Cuidados na hora de vender para o governo

A empresa que pretende assinar um contrato com o governo deve antes de mais nada, pesquisar sobre ele como faria com outro cliente qualquer.

Descobrir como vender para o governo é muito interessante. Afinal, essa oportunidade está atrelada às boas práticas de negócio, mas ainda assim exige uma análise de risco.

Nesse sentido, é imprescindível alguns cuidados para que se tenha êxito nas negociações.

Faça uma análise de riscos

Realize uma análise de risco antes de partir para a assinatura do contrato com o órgão público realizador da licitação.

Para começar, os portais de transparência oferecem muitas informações sobre a empresa pública. Mas você também pode consultar junto às empresas que já efetuaram negócios com aquela entidade.

Confira os valores em licitações parecidas

Consulte os valores de licitações anteriores para verificar se o que está sendo oferecido agora está dentro do seu valor pretendido e condições.

Ainda que o valor da licitação seja na verdade um lance, ao qual ninguém saberá o que cada “concorrente” colocou em sua proposta.

Veja quais são os prazos de pagamento

Em média, o tempo para o pagamento do seu produto ou serviço prestado é de até um mês, mas pode ser prorrogado por mais 3 meses. 

Portanto, é bom se programar para um possível atraso, e não se preocupe pois ele está previsto dentro da lei.

Verifique as demandas pelos produtos e serviços

Esteja certo de que o exigido dentro da licitação para produtos ou serviços, é algo que você poderá entregar sem dificuldades.

Visto que o contrato vale para ambos os lados. Ou seja, você precisa entregar no prazo estipulado a demanda integralmente, evitando multas e até a rescisão.

Conclusão

Viu como vender para o governo é algo mais simples do que você mesmo imaginava?

Só é preciso ler com atenção todas as regras da licitação e verificar se você ou sua empresa atende todos os requisitos.

Ao final, se a proposta da licitação for interessante para você, siga o passo a passo dela dentro próprio portal e boa sorte!

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

quatro × quatro =