Construção civil e sustentabilidade: é possível?

A construção civil e sustentabilidade podem, sim, se misturar, principalmente nos dias de hoje, onde a tecnologia facilmente consegue aplicar os conceitos da natureza nas obras e nas reformas com a ajuda das máquinas da Ecomaquinas. Por isso, é necessário saber como essa mescla funciona e como pode ser útil para salvar o ambiente, seja a curto ou a longo prazo.

Muitas pessoas acreditam que não seja possível respeitar a natureza em meio à construção civil, principalmente por causa da grande quantidade de equipamentos utilizados para construir, bem como pelas ações realizadas pelos trabalhadores do local. Abaixo, você conseguirá entender melhor como funciona essa relação.

Qual é o conceito de sustentabilidade?

A sustentabilidade pode ser entendida como ação de conservação cotidiana, mas com foco na natureza. O conceito da palavra vem da palavra desenvolvimento sustentável, que é derivada do latim sustentare, que significa cuidar, apoiar ou proteger. Dessa forma, construção civil e sustentabilidade podem andar lado a lado.

De uma maneira geral, a sustentabilidade na construção civil visa preservar os recursos naturais e não renováveis ​​e atender às necessidades sociais. A ideia é trocar recursos que podem ser substituídos e usar conscientemente aqueles que não podem, permitindo que os humanos e a natureza existam em um mesmo local.

Dentro desse assunto, é necessário levar os seguintes tópicos como principais pilares da sustentabilidade:

  • sustentabilidade social;
  • sustentabilidade ambiental;
  • sustentabilidade econômica;

Essas três áreas da sustentabilidade devem ser aplicadas de forma integrada para garantir um impacto positivo na saúde, educação, natureza, sociedade, empresas e bens e serviços. Por isso, para que um projeto que une construção civil e sustentabilidade seja levado adiante, é necessário que o profissional tenha amplo conhecimento acerca do tema.

Vantagens da sustentabilidade dentro da construção civil

O conceito de sustentabilidade na construção civil tem muitas vantagens. Esse ramo da engenharia é um dos que mais gera resíduos, principalmente quando falamos de entulhos, e consome commodities não renováveis ​​em nosso país. Sendo assim, ambas podem trabalhar lado a lado por um ambiente melhor.

Portanto, aderir a tecnologias mais sustentáveis ​​pode ser benéfico para todos os envolvidos. Isso porque, ao assumir a filosofia da engenharia sustentável, é possível economizar desde o planejamento da obra até a execução, principalmente no longo prazo, além de salvar a natureza, que vem sendo abalada nos últimos anos. 

Temos que levar em conta aqui que a construção civil e sustentabilidade, juntas, visam o consumo consciente de recursos não renováveis. A sustentabilidade da construção civil, portanto, tem implicações no consumo de papel, descarte de resíduos e entulhos e reaproveitamento de materiais, assim como na forma com a qual os profissionais atuam.

Como aplicar esse conceito na construção civil?

Assim como foi possível ver anteriormente, unir ambos os conceitos é possível. Dessa forma, algumas regras precisam ser seguidas para que, de fato, a união aconteça de maneira adequada e sem causar qualquer prejuízo para o meio ambiente. Confira, abaixo, como fazer a aplicação correta de ambos os conceitos.

Os 3 R’s

Os 3 R’s são regras básicas para colocar a sustentabilidade em prática, as ações para reduzir, reutilizar e reciclar reúnem uma série de ações fundamentais para reduzir nosso impacto na natureza, além de impulsionar a economia. Dessa forma, a construção civil também precisa levá-los em consideração.

Veja, abaixo, no que consiste cada um dos “r” dessa equação entre construção civil e sustentabilidade:

  • Reduzir é controlar, aos poucos, o uso de insumos como materiais de construção, água e combustível, reduzindo assim a geração de resíduos.
  • Reutilizar é ampliar sua vida útil, dando-lhe novas funcionalidades. Um exemplo disso é o reaproveitamento da água, que pode ser utilizada para enxaguar ou limpar máquinas.
  • Reciclar é transformar algo que já possuía outra serventia em algo totalmente novo. Em termos de sustentabilidade na construção civil, a reciclagem pode ser utilizada para a separação de resíduos e materiais que serão a matéria de base para muitos outros produtos.

Descarte de resíduos

O descarte consciente de resíduos também é extremamente importante para a construção civil, principalmente porque ela produz muito mais do que uma casa comum. Sendo assim, um local específico precisa ser escolhido para que os restos sejam depositados e, consequentemente, não impactem a natureza de forma negativa.

Utilização da tecnologia para gastar menos energia

A tecnologia também é um ponto forte para salvar a natureza dentro da construção civil. É por meio dela que o nível de desperdício pode ser medido e, consequentemente, evitar que algum problema, a curto ou a longo prazo, venha a acontecer com o meio ambiente no período de construção.

Planejamento com consciência 

Por fim, para falar sobre construção civil e sustentabilidade, a etapa de planejamento é fundamental para contribuir com a proteção do meio ambiente. Além de promover a redução do uso de papel, o planejamento permite o controle sobre o uso dos materiais utilizados durante a obra, evitando desperdícios e aumentando a eficiência.

Tijolos ecológicos 

Tijolos ecológicos são tendência mundial. A aplicabilidade e a sustentabilidade são o diferencial. Obviamente, quando falamos em tijolos ecológicos já imaginamos que possa ser algo mais custoso e difícil de aplicar a logística atual de uma obra, mas é o contrário disso.

Estes tijolos são fabricados a partir de resíduos gerados pela própria construção e isso faz com que o custo seja reduzido consideravelmente.

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

4 + 14 =